• trump crianças

    Crianças em jaulas nos Estados Unidos

    por Elaine Tavares Os Estados Unidos se auto-proclamam “mundo livre”, mas isso nada mais é do que ideologia. Liberdade mesmo só para um pequeno grupo que conforma a elite econômica e de poder. Para os demais, o que sobra é a submissão a um modo de vida marcado pela exploração. E, se entre os “demais” estiverem os imigrantes, que chegam todos os dias

    Ler mais

  • violência na tela

    Violência na TV

    por Albenísio Fonseca O “il mondo cane” das metrópoles pode servir ao sensacionalismo barato e perverso que motiva uma audiência. Mas há um limite de tolerância à falta de ética e respeito a princípios consagrados à pessoa e ao exercício da profissão, que recusam como jornalismo a abordagem na forma de interrogatório torturante, utilizado por supostos repórteres, nos programas de tevês sobre a

    Ler mais

  • Brasil entrega riquezas do pré-sal

    por Elaine Tavares A Petrobras é uma empresa que nasceu nos anos 50 justamente para garantir que o monopólio do petróleo ficasse sob o controle do estado brasileiro. Naqueles dias de 1953 o país viveu uma poderosa campanha tanto do lado de quem queria entregar o petróleo brasileiro para as empresas estadunidenses, quanto para os que se somavam ao grito de “o petróleo

    Ler mais

  • notícias falsas

    Além do fact checking

    por Carlos Castilho O esforço de jornalistas e pesquisadores do jornalismo em combater a proliferação das notícias falsas pela internet deu origem a um outro desafio também relacionado à qualidade da informação levada ao público. É a questão da idoneidade do discurso público, o principal condicionante na formação das opiniões e comportamentos das audiências dos veículos de comunicação. O discurso público é uma

    Ler mais

  • A era das incertezas

    por Frei Betto Vivemos na era de incertezas. Há mais perguntas que respostas. Mais dúvidas do que certezas. Navegamos à deriva na terceira margem do rio. Abandonamos a primeira, a modernidade com sólidos paradigmas filosóficos e religiosos, e ainda não sabemos como se configurará a segunda, a pós-modernidade. Estão em crise as grandes instituições pilares da modernidade: o Estado, a Família, a Escola

    Ler mais

  • O Brasil, os caminhoneiros e a política

    por Elaine Tavares Quando em 2013 a direita foi às ruas houve uma surpresa geral. Havia muito tempo que esse campo não travava batalhas no campo aberto. Sua tática, desde o golpe de 1964, era a das salas acarpetadas, dos acordinhos espúrios, da pressão via dinheiro. Mas, tampouco o país tivera na direção alguém identificado  com os trabalhadores. Lula e depois Dilma vinham

    Ler mais

  • Arquivos da ditadura e memória subversiva

    por Frei Betto As Forças Armadas brasileiras preferem tergiversar a respeito dos arquivos da ditadura. Insistem na versão de que foram queimados. Não haveria nada a ser trazido a público. Ora, impossível apagar a memória daqueles 21 anos de atrocidades. Mais de 70 anos após o inferno nazista, novos dados ainda vêm à tona. Não será aqui no Brasil que haverão de borrar

    Ler mais

  • A grande falha da Lava Jato

    por Carlos Castilho A mais polêmica iniciativa de combate a corrupção no Brasil está produzindo centenas de culpados e muitas revelações impactantes, mas raras alterações nas brechas politicas, jurídicas e institucionais que permitem a institucionalização do caixa 2 eleitoral e da lavagem de dinheiro ilegal. Ainda falta avançar muito na desmontagem do sistema baseado na corrupção e que condicionou a vida política do

    Ler mais

  • Brasil: tempo de lutar

    por Elaine Tavares Não é de agora que o governo brasileiro vem arrochando a vida do trabalhador. O processo começou bem antes de o vice, Michel Temer, dar o golpe. A presidenta Dilma Rousseff, que se elegeu com um programa, vinha já aplicando outro, mais adequado aos interesses das grandes agências de fomento internacionais, do agronegócio e da pequena parcela da elite produtiva.

    Ler mais

  • crimes ditadura militar

    Brasil precisa da CIA para confirmar que Geisel e Figueiredo foram mandantes de assassinatos

    por Fernando do Valle Triste o país que precisa de documento da CIA para confirmar que os ditadores Ernesto Geisel e João Figueiredo foram mandantes de assassinatos. Informados em 1974 por generais sobre o extermínio de 104 opositores à ditadura civil-militar durante o governo do ditador Médici, ambos resolveram prosseguir com a “política” de execução de brasileiros contrários ao governo. Ontem Matias Spektor,

    Ler mais

  • o que karl marx defendia

    Karl Marx e a Liberdade de Imprensa

    por Urariano Mota O jornal O Globo, entre outros, destacou: “Há 25 anos, a Assembleia Geral da ONU proclamou 3 de maio como Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, em uma ação para conscientizar o mundo para a luta a favor do simples direito de informar — sistematicamente violado mundo afora, seja através de violência, intimidação, censura ou desinformação deliberada. Muito mudou desde

    Ler mais

  • judiciário brasileiro isento

    A escandalosa isenção do Judiciário brasileiro

    por Guilherme Scalzilli Lula é um prisioneiro político porque sua condenação visou tirá-lo de uma disputa eleitoral que ele venceria. As fragilidades da sentença desqualificam a natureza “comum” do julgamento. Os ritos processuais foram meras formalidades, com recursos praticamente ignorados e manobras para ceifar os direitos do réu. O esforço das cortes em seguir a agenda sucessória e o bloqueio de visitas no cárcere possuem idêntica

    Ler mais

  • sindicato necessidade

    Precisa-se de sindicato

    por Elaine Tavares Há um filme francês, “Dois dias, uma noite”, que conta a saga de uma mulher trabalhadora, demitida, e que precisa pedir a ajuda dos colegas para poder permanecer no emprego.  A proposta do patrão é de que ela convença os colegas a abrir mão de um bônus. Assim, em vez de pagar o bônus aos demais trabalhadores ele a manteria

    Ler mais

  • Nossos dilemas diante da desinformação eleitoral

    por Carlos Castilho Nosso principal dilema até as eleições presidenciais deste ano não será a escolha de candidatos, mas como separar as informações distorcidas ou falsas das que podem ser consideradas confiáveis. Teremos que nos preocupar mais com números, fatos e eventos do que com siglas e nomes, na hora de decidir como e em quem votar. Até outubro, estamos condenados a viver

    Ler mais

  • Grândola Vila Morena

    Grândola Vila Morena, a canção que embalou a Revolução dos Cravos

     por Fernando do Valle A canção Grândola Vila Morena foi escrita por Zeca Afonso em 1964 e lançada no álbum “Cantigas de maio” em 1971. Grândola tornou-se símbolo da Revolução dos Cravos que libertou Portugal da ditadura em 25 de abril de 1974. O regime de exceção em Portugal durou 41 anos, de 1933 a 1974. Durante o período, Portugal viveu boa parte

    Ler mais

  • simon-bolivar américa unida

    Unasul: golpeada a proposta de um bloco na América Latina

    por Elaine Tavares A generosa ideia de Hugo Chávez, inspirada em Bolívar, de criação da União das Nações Sul-americanas (UNASUL) está se esboroando. Com a decisão de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Peru e Paraguai de saírem da organização, a construção de um bloco de poder autônomo e soberano perde força. E, perdendo força, cresce o poder dos Estados Unidos sobre os países do

    Ler mais

  • web mudanças

    Grandes redes sociais acabam com o sonho idílico de uma internet livre

    por Carlos Castilho Quem viveu o surgimento da internet foi inevitavelmente contaminado pela perspectiva de um novo mundo virtual onde a livre criatividade era o grande apanágio de uma nova era. Todos os que estavam desiludidos com a mesmice informativa dominada pelos grandes conglomerados midiáticos foram contagiados pelas possibilidades oferecidas pela rede mundial de computadores para que cada um de nós pudesse criar

    Ler mais

  • Regime judicial de exceção

    por Guilherme Scalzilli  STF já flertava com a ideia de excepcionalidade jurídica durante o julgamento do “mensalão”. Ela serviu como base de um acordo tácito entre os ministros, dando-lhes uma justificativa oportunista ao desprezo por provas materiais, ao viés condenatório e ao histrionismo inquisidor de Joaquim Barbosa. Todos imaginavam que seria algo passageiro, suficiente para impedir a reeleição de Lula. Assessor de Rosa Weber

    Ler mais

  • Desigualdade social: Ricos ganham 36 vezes mais que os pobres no Brasil, segundo IBGE

    Desigualdade social no Brasil – Em 2017, os integrantes de 1% da população brasileira com maior renda receberam 36 vezes mais (R$ 27.213) do que o rendimento médio dos 50% da população com os menores rendimentos (R$ 754). Na região Nordeste, a proporção é ainda mais alta: 44,9 vezes. Os dados foram divulgados ontem pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua realizada

    Ler mais

  • lula prisão

    O golpe preventivo contra Lula

    por Guilherme Scalzilli O empenho institucional para viabilizar a prisão de Lula destoa da insignificância da sua base condenatória. Somando as esferas e os recursos comprometidos com a aventura, não deixa de ser curioso que tenham sido incapazes sequer de especificar as circunstâncias do crime. Mas é chocante verificar que isso não fez diferença no resultado final. As coincidências arbitrárias do projeto suplantam os

    Ler mais

  • O jornalismo é uma forma de ativismo?

    por Carlos Castilho Os manuais de redação respondem a pergunta com um rotundo e enfático não. Mas a realidade e o quotidiano dos jornalistas mostram o contrário. Há um ativismo jornalístico na defesa da democracia, da não violência, da igualdade de gênero e na condenação à discriminação racial, religiosa e cultural. Então porque o discurso oficial das empresas jornalísticas e dos manuais que

    Ler mais